O Guia de Sobrevivência aos Zumbis

                           
“Escolha suas armas. Prepare seu esconderijo. Trace uma rota de fuga. Eles estão chegando. E querem o seu cérebro!”
           Então resolvi. Optei por fazer a sugestão deste bom livro, ou seria um manual ou realmente um Guia como diz seu nome.  Só depois da idéia de sugeri-lo que reparei, este é o segundo livro que faça tal coisa que tem a palavra “Guia” no titulo. Mas Este “Guia” é totalmente diferente do “Guia” da outra sugestão. O Guia de Sobrevivência aos Zumbis é definitivamente um guia de como se agir quando os zumbis tomarem o mundo, pois a questão aqui não é si, mas quando.
           Em alta os zumbis nunca saíram do imaginário popular e nem das telas de cinema, sejam em clips musicais com Michael Jackson em Triller, sejam em filmes que sempre são lançados com uma boa periodicidade. Os Zumbis estão em nossa “vida”, nos assustando no cinema, nos games e seriados. Qual gamer não jogou Residente Evil e ficou tenso com os grunhidos malignos e tenebrosos dos mortos despertos?
Michael Maximiliano "Max" Brooks (nascido em 22 de maio de 1972) é um norte-americano autor e roteirista .
           O autor, Max Brooks, criou no livro toda uma temática e racionalização para o temível cenário “realista” do domínio Zumbi no planeta Terra. Ricamente comentado e descrito o livro tem realmente a função de instruir seu leitor para uma possibilidade real de tal ameaça da infestação global da doença que transforma homens em corpos trôpegos. O livro não é de uma leitura romântica, é mais voltado ao formato “lista” dos guias comuns, onde você encontra o passo a passo das diversas situações que poderão encontrar durante uma emergência. Nem todos devem curtir esta leitura, mas mesmo assim é uma leitura curiosa e instigante de se fazer. Eu até acho importante, pois conhecimento nunca é de mais... vai que o autor esta certo não é verdade!

           O livro inicia-se com a explicação bem interessante sobre a fisiologia dos mortos-vivos, separando os mitos da realidade. Você descobre os causadores da doença e como identificar os possíveis focos da infestação do vírus. Descobrimos sobre algumas variedades de zumbis como os de Vudu e os Hollywoodianos. O autor descreve o comportamento e como costumam ser o tipo físico das criaturas. Seguindo com dicas de armas e técnicas de combate. Esta parte é muito divertida, ao menos para quem gosta de viajar na idéia e se imaginar dentro de algum filme ou jogo de RPG. As paginas trazem imagens de ferramentas, armas, e posições de combate ou modos de agir mais recomendados.  O texto vem com a idéia de tudo já ter sido testado na pratica e oferece exemplos de insurreições “reais”. Esta parte é bem curiosa e lhe faz olhar em sua própria casa como você reagiria em caso de uma infestação dos mortos-vivos.
Parte interna do livro. Praticidade é a chave para a sobrevivência.
           Já beirando a centésima pagina começam as dicas de defesa. Você saberá o que precisa ter em sua casa e o que fazer para não virar almoço. Tudo bem descritivo com imagens exemplificando. Seguindo de dicas dos melhores e PIORES lugares para se esconder caso sua casa não seja mais segura.  Com uma coerência lógica e divertida você vai viajando nas paginas e eu acabei me prendendo facilmente no texto pela simples curiosidade de saber como seria tentar sobreviver a tudo isso, transportando para a região que eu moro e me imaginando fugindo.
           A parte de equipamentos é uma das que eu mais gosto. Lista de possíveis equipamentos para transportar em sua fuga. Qual melhor tipo de veiculo a ser usado e como fazer isso da forma mais eficiente. O livro segue descrevendo os tipos de terrenos que você pode encontrar, de florestas tropicais até Tundras.
           Conforme o mundo vai ficando pior o livro vai melhorando. As descrições do cenário pós-apocalíptico vão deixando umas leves tensões em suas mentes e as descrições das opções de reação são muito interessantes. Dicas de como agir com outros seres humanos são dadas com certa freqüência e eu pensei exatamente nisso, o grande perigo não chega a ser os zumbis por si só, mas as outras pessoas, pois estas sim possuem armas e podem correr para lhe matar e roubar por pura maldade ou para querer sobreviver mais que você.

E quando seus melhores amigos forem sua arma e você no espelho o fim esta próximo.
           Gostei muito da parte que diz como viver em um mundo tomado por zumbis. Quando a insurreição dominar toda a humanidade e só restar os pequenos focos de sobreviventes. Aqui sempre penso silenciosamente nos amigos e amigas que chamaria e como iria manter esta gente a salvo e como cada pessoa destas poderiam ser uteis em tal “comunidade” fechada e isolada. Inclusive comentei com um dos meus primos sobre isso e descobri que ele prefere se matar que viver e um mundo de zumbis, e realmente isso é uma possibilidade, nem todos estão dispostos a lutar pela vida tanto quanto eu. Isso me fez pensar sobre quando as pessoas que você gosta decidirem abrir mão da vida, como você reagiria? O tema parece simples, porém, me fez refletir sobre questões existenciais, eu só ganhei com isso.
           O livro fecha com pequenos contos, alias pequenos “relatos” de insurreições verídicas que foram sanadas ao longo da história. Alguns relatos são muito divertidos e dão um gostinho de “quero mais” sobre os fatos ocorridos.
           Resumo, O Guia de Sobrevivência aos Zumbis é um livro que não chega ser excelente por ser um tanto restrito a um grupo de curiosos, mas para os que gostam de viajar nas idéias do autor ele se torna uma referencia na mente dos leitores por todo o mundo. Eu gostei muito, li duas ou três vezes e sempre uso suas referencias quando o assunto zumbis surge em conversas aleatórias.
           O livro esta sugerido com palmas, e depois de ler este Guia, seus filmes, seriados, games e até seus jogos de RPG com zumbis ou com fim do mundo nunca mais serão os mesmos.
Não tem relação direta com zumbis, mas, a imagem é muito boa.

4 comentários:

  1. Engraçado que já vi esse livro um milhão de vezes no seu quarto, mas nunca parei para ler. Já está passando na hora de eu fazer isso né?!

    Afinal de contas já estamos quase em 2012 e sabe lá quem vai acertar sobre o fim do mundo né... maias, egipcios, Nostradamus, Hollywood...
    hsuahsuahsuaha

    xD

    ResponderExcluir
  2. Uia, realmente interessante.
    Vou dar uma lidinha nesse livro, curiosidade bateu agora, hehe.
    Do jeito que o mundo está em desordem e bombas são criadas, vai que criam algum super vírus né, já teremos uma idéia de como lidar.

    ResponderExcluir
  3. ahueiohaue, quando eu terminar de ler o livro, "a batalha do apocalipse" esse vai ser o próximo, AHUIOEHAUEIOHAUEIH

    ResponderExcluir
  4. Rafael... Esse livro é sensacional... pra quem curti zumbis, essa é uma literatura obrigatória!! Posso assegurar que resistirei bravamente quando houver o apocalipse zumbi! Meus parabéns pelo blog... curti bastante!

    ResponderExcluir